20 de outubro de 2010

A comida sobrou.E agora?

Fonte: Blog da Revista Superinteressante

Existe sempre a opção de congelar o que não foi consumido. Mas nem tudo o que vai ao freezer volta à mesa com o mesmo aspecto, sabor e consistência. Em geral, o que define a qualidade do prato depois do congelamento é a quantidade de água em sua composição. "Quando congela, a água aumenta de volume e o alimento perde a estrutura original", diz a nutricionista Maria Gandini, da consultoria RGNutri.
VEJA selecionou seis refeições comuns na mesa dos brasileiros e pediu a nutricionistas e chefs orientações sobre o que pode ou não ir ao congelador sem restrição. Eles também dão dicas de como reaproveitar pratos prontos que não ficam bons no freezer. Ah, sim, a regra número 1 dos congelados: use sempre embalagens de vidro ou plástico, bem vedadas, e etiquete cada recipiente com a data do preparo.

Fotos: Pedro Rubens{txtalt}

LASANHA
Pode ser congelada? Sim
Modo de congelar: armazene a lasanha em potes de vidro ou plástico. Para amenizar um possível ressecamento da massa - as industrializadas são mais suscetíveis do que as frescas -, acrescente um novo molho quando reaquecer o prato
As melhores massas para congelar: as recheadas, como capelete e ravióli, sofrem pouca alteração de cor e textura
As piores massas para congelar: as industrializadas sem recheio, como o espaguete e o talharim, são as que mais perdem qualidade quando reaquecidas
Validade no freezer: três meses
Se a ideia é reaproveitar: não existe nada que se possa fazer com ela. O jeito é congelar mesmo

{txtalt}

SELETA DE VERDURAS E LEGUMES COM VAGEM, CENOURA, BETERRABA, BRÓCOLIS, COUVE-FLOR, ERVILHA E MILHO VERDE
Pode ser congelada? Sim
Modo de congelar: se os alimentos estiverem crus, coloque-os por um minuto em água fervente. Em seguida, submeta-os a um choque térmico de três minutos em água com gelo. "Isso inibe a ação de enzimas que deterioram o alimento e ajuda a manter sua cor e textura", explica Juliana Simões, nutricionista do Hospital do Coração, de São Paulo. Segundo a nutricionista Suzana Freitas, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o ideal é congelá-los em pedaços grandes. Embalagens de alumínio são bem-vindas nesse caso: protegem o alimento da ação da umidade e da luz. Na hora de consumir, retire a seleta do freezer e coloque-a imediatamente em água fervente
Os melhores legumes para congelar: vagem, cenoura, beterraba, brócolis, couve-flor, ervilha e milho
Os piores legumes para congelar: chuchu, abobrinha, batata e mandioquinha. "Alimentos com muita água ou amido ficam borrachudos e perdem o sabor", explica Juliana
Validade no freezer: dois meses
Se a ideia é reaproveitar: com exceção da beterraba, que solta muita cor, o resto da seleta pode virar uma nutritiva sopa ou uma quiche "primavera"

{txtalt}

FILÉ DE PEIXE COM MOLHO DE CAMARÃO
Pode ser congelado? Sim, mas por pouco tempo
Modo de congelar: mais delicadas, as carnes de peixe contêm mais água entre as fibras e perdem estrutura quando descongeladas. Por isso, o ideal é mantê-las o menor tempo possível no freezer e armazenar os filés separados do molho
Os melhores peixes para congelar: os mais firmes, como atum e salmão, resistem melhor
Prazo de validade: um mês
Para reaproveitar: a dica, aqui, é fazer um suflê ou uma fritada de peixe com camarão

{txtalt}

ESTROGONOFE
Pode ser congelado? De preferência, sem o creme de leite
Modo de congelar: a melhor forma de preservar o sabor e a textura do estrogonofe após o descongelamento é levando-o ao freezer semipronto, antes de acrescentar o creme de leite - que pode talhar no congelador, principalmente em grande quantidade. "Quando o creme já estiver misturado ao molho, leve o alimento ao congelador o mais rapidamente possível, em pequenas porções", diz a nutricionista Daniela Jobst
Validade no freezer: três meses
Se a ideia é reaproveitar: "Transforme em um talharim com molho de estrogonofe", ensina a chef Andréa Tinoco, do bufê Andréa Tinoco

{txtalt}

CARNE OU FRANGO ASSADOS
Podem ser congelados? Sim
Modo de congelar: carnes como maminha e lagarto podem ser levadas ao freezer ainda mornas, embaladas em um filme plástico.

Na hora de descongelar, nada de colocar a peça cozida sobre a pia, onde estará mais sujeita à infestação de microrganismos. Ela deve ser transferida para a geladeira um dia antes. No caso do frango, se ele estiver inteiro, parta-o e congele-o em pedaços. Se forem filés, separe um a um com papel ou filme
Validade no freezer: três meses para o frango e dois meses para a carne. "Se ela tiver sido feita em um molho ácido, como o de tomate, dura um pouco mais", diz a nutricionista Suzana Freitas
Se a ideia é reaproveitar: a sobra de carne pode ser usada no preparo de croquetes, sanduíches frios ou quentes ou em uma bela salada de carne. "Desfie-a, misture-a a folhas verdes e tempere bem", diz a chef Roberta Ciasca, do restaurante Miam Miam, no Rio de Janeiro. Se a sobra é de frango, que fica muito seco no forno, o ideal é que ele seja desfiado para rechear uma torta com requeijão, por exemplo. "Ele também pode ser usado em panquecas, na canja ou numa sopa de batata", sugere a chef Andréa Tinoco

{txtalt}

PICADINHO DE CARNE COM BATATA, ARROZ E FEIJÃO
Pode ser congelado? Sim, exceto o arroz. "Assim como a batata, o arroz tem muito amido e, quando congelado, perde a textura", explica Juliana Simões
Modo de congelar: todos devem ser congelados em potes de vidro ou plástico e descongelados, um dia antes, na geladeira. "A batata do picadinho vai se desmanchar, e o caldo ficará um pouco mais grosso. Mas nada impede que sejam congelados juntos", diz Juliana
Validade no freezer: dois meses o picadinho; três meses o feijão
Se a ideia é reaproveitar: "Com o picadinho, faça croquetes de carne. O arroz pode ser usado no preparo de bolinhos, enquanto o feijão vira uma bela sopa. Com a batata, dá para fazer purê", diz a chef Andréa Tinoco
SEM DESPERDÍCIO
Com algumas ressalvas, sobremesas feitas em grande quantidade e frutas que estão sobrando na fruteira também podem ir para o freezer

Dercílio{txtalt}

FRUTAS
Como congelar: em pedaços grandes, dentro de sacos plásticos do tipo abre-fecha. As frutas inteiras, especialmente as ricas em água, como melão e carambola, perdem a estrutura quando descongeladas. Isso acontece porque, durante o processo, as paredes das células das frutas se quebram, deixando-as com textura mole e borrachuda. Por outro lado, elas podem ser usadas no preparo de vitaminas, sucos, geleias e recheios. Há quem prefira congelar a polpa em cubos de gelo. "Além de evitar o desperdício, é uma forma de ter frutas fora de época sempre à mão", diz a nutricionista Maria Gandini, da RGNutri
Prazo de validade: seis meses

Alex Silveira{txtalt}

SOBREMESAS
Como congelar: a melhor forma de armazenar tortas e bolos é cortá-los em pedaços menores. Assim o alimento é congelado mais rapidamente e, depois, não precisa ser inteiramente descongelado. A baixa temperatura pode alterar a textura de sobremesas à base de frutas, devido à quantidade de água encontrada nelas. Evite congelar sobremesas preparadas com chantilly, bolachas, suspiro ou derivados de leite, como creme de leite
Prazo de validade: três meses
Outras fontes consultadas: o biomédico Roberto Martins Figueiredo e as nutricionistas Laura Sampaio e Ana Cristina Teixeira, do Equilibra Centro de Nutrição, Karine Rabaiolli, da Substância, e Anna Castilho, do Instituto de Metabolismo e Nutrição
* Com reportagem de Gabriella Sandoval e Daniela Macedo

1 comentários:

Wservir disse...

Olá,

Nós tinhamos uma parceria de troca de links mas não encontro o meu link no teu blog. Irei remover o teu link que tenho no meu blog, se quiseres voltar a activar envia-me um mail para: entradasepetiscos@gmail.com

Vê aqui as vantagens da troca de links:
http://helpblogwservir.blogspot.com/2010/10/como-aumentar-as-visitas-do-seu-blog.html

Atentamente,

Octávio

 

Cozinhando com a mamãe Template by Ipietoon Cute Blog Design